10 de mar de 2009

Gozo d'Anjo


GOZO D'ANJO

Anjo caído,
Anjo perdido,
Anjo achado,
Anjo querido.
Vamos novamente voar.
Abre tuas asas e me abraça,
faremos amor ao luar,
até transbordar nossa taça.

Quero delirar no teu beijo,
viola, invade minha boca.
Vou mergulhar no desejo,
nos teus braços ficar louca.
Sussurra no meu ouvido.
Fogoso, me tira o juízo.
Desperta em mim a libido,
me leva ao paraíso.

Amarmos de todas as formas,
nessa volúpia indefesa.
Em nosso leito sem normas,
deitar, pronta e acesa.
Explora meu corpo inteiro,
numa leitura labial.
Faremos amor verdadeiro,
do início até o final.

Quero sentir tua chama,
quando pousar sobre mim.
O seu gozo na cama
e um perfume de jasmim.
Em noite de desvarios,
te ter despido do mundo,
desvendar os teus mistérios
no latejar mais profundo.

Por fim inebriados,
repousaremos nessa paz.
Tu, Anjo saciado,
num ato fugaz,
posta sobre a cama uma rosa
e sobre meus lábios os teus.
Ao partir, me deixas dengosa,
mas, bem sei que não é um adeus.

Voa meu anjo amado,
vai cumprir teu destino.
Sei, és um ser alado,
nessa vida um peregrino.
Plaina na tua liberdade,
quem recebe asas deve voar.
Só quero ser tua vontade,
de voltar para me amar.

Drica de Assis
08/02/2009




Nenhum comentário:

Postar um comentário